Esboço da Célula

Ressuscitados dentre os mortos

Efésios 2:1 a 10 Vamos falar hoje sobre a obra de Cristo que nos tirou do domínio da morte, restituindo vida ao nosso espírito. Este texto de Efésios que lemos nos revela que antes de depositarmos nossa fé em Jesus, nosso espírito estava morto pelo pecado. Jesus nos deu vida, quando estávamos mortos nos nossos delitos e pecados. É muito estranho pensarmos que no passado, antes de recebermos a Jesus como nosso Senhor e salvador, nosso espírito estava inativo, sem a vida eterna, separado de Deus, estávamos vivos fisicamente, mas mortos espiritualmente. Isto nos explica a inadimplência afetiva, a busca exacerbada pelo divertimento em busca de preencher algo que está faltando, a busca pela aprovação criando leis que obriga a todos a aceitarem como normal àquilo que é, pela natureza, anormal e inaceitável. Há muita falta de sensibilidade, de comunicação para o bem e de bom senso no mundo em que vivemos. Jesus em Mateus 8:21,22 falou desta realidade espiritual a seus discípulos citada hoje no texto que lemos em Efésios 2:2. Ele disse: Segue-me, e deixa aos mortos o sepultar os seus próprios mortos. Aqui um dos discípulos disse a Jesus que queria segui-lo, mas só depois de sepultar o seu pai (neste caso ele queria esperar a morte do pai, pois era a obrigação do filho cuidar do pai até a morte), para depois seguir Jesus. Mas Jesus respondeu: Deixa os mortos espirituais sepultarem os seus próprios mortos, quanto a você que está vivo por ter crido em mim, independente de outras pessoas crerem ou não,  segue-me, pois a salvação é pessoal. As demandas de um nascido de novo é diferente do mundo. Jesus estava mostrando que este era o nosso estado espiritual antes dEle nos redimir, nos ressuscitar dentre os mortos. Por isso, devemos ter compaixão das pessoas que ainda não foram alcançadas e orar e trabalhar para que também elas recebam a salvação, assim como nós, pois alguém também orou por nós e nos evangelizou, nos consolidou e nos firmou no Reino de Deus. Quantos podem dar um exemplo de alguém próximo (sem citar nomes), mas com sintomas desta falta de vida espiritual? Qual característica ou atitude desta pessoa, faz com que ela pareça sem vida? Este texto de Efésios nos revela três agentes que produzem a morte espiritual do homem: 1 – Segundo o curso deste mundo: representa a mentalidade do mundo, que influencia, pratica e aplaude tudo o que é mal. O mundo transforma a verdade em mentira (mídia mundial). Defende quem atacou, e ataca quem tentou se defender. Autoridades aprovando o aborto químico-induzido em bebês no sétimo mês de gestação. Isto é explicado em 1º João 5:19 que diz: Sabemos que somos de Deus e que o mundo inteiro jaz no maligno. 2 – Segundo o príncipe da potestade do ar: Fica evidente que a crueldade que vemos em alguns seres humanos, é fruto da dominação espiritual do maligno sobre a vida destas pessoas. Diante destes atos perversos, dizemos: Isto é desumano! Realmente, o coração do ser humano foi contaminado pelo mal, isto é espiritual e vem do maligno. Eclesiastes 7:29 diz: Deus fez o homem reto, mas ele se meteu em muitas astúcias. Deus fez o homem bom, mas o pecado o expôs a ser instrumento da maldade de Satanás. 3 – Segundo as inclinações da carne: Significa os desejos carnais gerados pelo pecado. Quem entendeu este terceiro tópico e pode dar exemplos de inclinações da carne? Deus por ser misericordioso e por nos amar, nos vendo tragados pela morte, perdoou nossos pecados por meio do sacrifício de Jesus na cruz, ressuscitou nosso espírito juntamente com Cristo e nos colocou em uma posição de filhos e de autoridade sobre o mal. A luz de Jesus em nós, pela Sua presença e por nossas boas obras, ilumina o mudo em trevas. Como igreja, temos a luz da Palavra de Deus, de Sua presença em nós, Ele nos deu poder para vencer as trevas em Nome de Jesus e fazer com que pela pregação do evangelho, da Sua Palavra; muitos que estão mortos espiritualmente, recebem a vida eterna que há em Cristo Jesus, nosso Senhor. Assim como no mundo vemos tantas obras malignas de morte e destruição, em Jesus podemos ver a bondade de Deus traduzida na restauração de tantas vidas e famílias, ao redor de toda a Terra. Esta transformação nos foi dada pela Graça (favor imerecido), não é conquistada por mérito humano, ou por boas obras, mas pela fé depositada em Jesus, nosso Cristo. Quando cremos que Jesus é o filho de Deus e o confessamos como nosso Único Senhor e Salvador, nossos pecados são perdoados, recebemos vida em nosso espírito e assim nascemos de novo, recebemos a salvação eterna. Esta é a única experiência que pode preencher o ser humano e fazê-lo realizado e feliz. Todos podem dizer amém? Amém! Líder: Faça o apelo convidando todos os novos na célula a entregarem a Jesus seus problemas, angústias e sua confiança. Leve todos a orarem pedindo perdão por seus pecados e recebendo Jesus como Senhor e salvador de suas vidas e convide a todos para estarem com você no culto domingo as 09:30 da manhã. Oração Final: Pela cadeira vazia (para que venham visitantes), pela cadeira do milagre, por motivos específicos da célula e da igreja… ATENÇÃO:  Os nossos Cultos aos domingos serão de manhã, das 9:30 às 11:30, logo teremos tb a noite; Próximo Sábado teremos o culto de casais as 19;30, faça a sua inscrição e participe; Dia 16, domingo, teremos o culto de Pentecostes, será nossa festa de Shavuoth. Dia 29 teremos o culto de líderes com a unção de obreiros, será aberto a todos. Amamos a vida de cada um de vocês Apóstolos Eliezer e Zenita    

O pecado e suas consequências

Salmo 32:1-11 É desafiador falar de pecado, pois o ser humano tem uma tendência de dizer que não existe ou que não é bem assim. Vocês conhecem alguém que pensa dessa forma? Alguém aqui sabe e gostaria de dizer o que é pecado? Bem; pecado é tudo aquilo que contraria a vontade de Deus expressa pela Bíblia. Só consegue ter consciência do que é o pecado, quem já conhece a santidade de Deus. Há uma frase muito conhecida no meio cristão que afirma: Deus odeia o pecado e ama o pecador e isso acontece porque o pecado é a única coisa que tem o poder de separar o homem de Deus, o pecado traz morte ao espírito e nos separa do Criador. Em Provérbio 15:9 diz: O caminho dos perversos é abominação ao SENHOR, mas ele ama aquele que segue a justiça. Não se trata de maximizar o pecado, porque afinal, esse já foi vencido por Jesus Cristo na cruz e este ato nos perdoou e nos habilitou a vencer o pecado! Isto significa que uma vez que fomos perdoados, temos que vigiar porque há um inimigo espiritual tentando nos fazer pecar para nos afastar de Deus. A Bíblia nos alerta que nosso inimigo espiritual nos assedia para nos fazer pecar ou para vivermos no pecado como se não houvesse consequências. Alguns exemplos de como podemos ser tentados e contaminados no dia a dia: Homens são tentados pela sensualidade, mulheres são assoladas pela mágoa, famílias brigadas e muitas vezes divididas, orgulho, soberba, infidelidade a Deus, mentira etc. O pecado traz uma semente de incredulidade, tentando fazer com que as pessoas acreditem que Deus não existe e não se importa com o homem, mas a palavra de Deus nos assegura que existe um Deus que é por nós e que perdoa os pecados daqueles que decidiram colocar sua fé em Jesus. O texto que lemos foi escrito pelo Rei Davi, um rei e servo de Deus conhecido como um homem segundo o coração de Deus, que viveu uma experiência amarga com o pecado, esse salmo nos traz a consciência do quanto o pecado tem que ser colocado para fora da nossa vida, ele não pode passar de um acidente, não pode ser algo normal. O diabo sempre vai tentar trazer contaminação para nos fazer viver as consequências do pecado. É só olharmos o mundo e observarmos quanta dor e destruição tem vindo sobre a Terra, como consequência do pecado. O pecado rouba nosso discernimento espiritual, nos levando a fazer coisas reprováveis que deixam um rastro de dor, destruição e morte. Podemos ser cristãos há muito tempo, líderes e até pastores, mas não estamos isentos. Se não vigiarmos e dependermos de Deus, poderemos ser tragados no momento da tentação, mas como foi a Palavra de domingo, mesmo se pecarmos, nosso Deus está disposto a nos perdoar, desde que haja arrependimento, confissão que envolve: tomar consciência do pecado, confessa-lo e lutar para não fazer mais.  Arrependimento é diferente de remorso. O remorso traz culpa, mas quando passa, acabamos fazendo de novo e de novo. O genuíno arrependimento é gerado pelo Espírito Santo que vem pelo conhecimento da Palavra da verdade, e a nossa resposta deve estar na mudança de atitude e isso tem efeito completo de cura e libertação. A história do rei Davi e o Salmo 32 escrito por ele depois dessa experiência, nos revela que o pecado traz o peso da culpa, traz enfermidades espirituais, emocionais e físicas (vs 3). A nossa vida precisa estar guardada na presença Deus e alimentada por Sua Palavra, para que estejamos a salvo do pecado e livres das tribulações e calamidades (que são as consequências). Quando estamos em santidade, mesmo que a tribulação venha e as águas transbordem, receberemos livramento. Devemos perseverar em nos santificar para que estejamos protegidos e seja preservada nossa comunhão com Deus. Sabemos que todos os dias seremos tentados, mas temos discernimento do Espírito de Deus, temos conhecimento da Sua Palavra, temos o Temor de Deus no coração e em Cristo temos autoridade para dizer não ao pecado. Temos livre arbítrio para decidir, Deus disse a Caim, o pecado está batendo na sua porta e cabe a você dizer não, cabe a você dominá-lo para que ele não domine você. Hoje Deus quer pôr a sua vida a salvo do pecado e de todo mal, mas para que isso aconteça é preciso que você receba Jesus como Senhor da sua vida, e sirva-o firme com todo o coração, se integrando no Reino de Deus pela igreja. Quando decidimos entregar nossa vida à Jesus, recebemos o perdão dos nossos pecados e a capacitação do Espírito Santo para tomarmos as decisões acertadas. Se você ainda não teve essa experiência, entregue hoje a sua vida a Jesus e receba a vida eterna (Salvação)! (Fazer o apelo) Compartilhar opcional: Quantos gostaria de compartilhar situações em que percebeu investidas do mal para fazê-los pecar. Ou fale da mudança ou da esperança que cada um tem pelo fato de crer e servir ao Senhor Jesus. Oração Final: Pela cadeira vazia (para que venham visitantes), pela cadeira do milagre, por motivos específicos da célula e da igreja… ATENÇÃO:  A partir do Próximo domingo o Culto será de manhã, das 9:30 às 11:30. Próximo domingo será a Santa Ceia do Senhor, fiquem atentos para participarem. Próximo Sábado teremos culto de jovens, todos os jovens daqui precisam participar. Dia 15/06, sábado, teremos o culto de casais, casados e noivos precisam participar. Dia 16, domingo, teremos o culto de Pentecostes, será nossa festa de Shavuoth. Dia 29 teremos o culto de líderes com a unção de obreiros, é aberto a todos. Amamos a vida de cada um de vocês Apóstolos Eliezer e Zenita  

Experimentar e reproduzir o desejo de Deus na nossa vida

I Timóteo 2:1-6 Conhecer e sonhar os sonhos de Deus é uma das maiores aventuras da vida. Quando alinhamos nossos desejos aos propósitos de Deus, abrimos espaço para que Ele trabalhe em nós e através de nós. Vamos explorar algumas das verdades bíblicas sobre como sonhar os sonhos de Deus e como podemos nos preparar para isso. 1. Conhecer a vontade de Deus: Para sonhar os sonhos de Deus, precisamos conhecê-los. Isso significa buscar a vontade de Deus através da oração, comunhão e leitura da Sua Palavra. Em Romanos 12:2 diz: E não vos conformeis com este mundo, mas transformai-vos pela renovação da vossa mente, para que experimenteis qual seja a boa, agradável, e perfeita vontade de Deus. Quando estamos alinhados com a vontade de Deus, os sonhos que Ele tem para nós se tornarão consistentes em nosso coração, por isso precisamos conhecer os seus planos e avançar para vive-los no nosso dia a dia, os sonhos dEle são muito maiores que o nosso. 2. Submeter os nossos planos a Deus: É importante lembrar que nossos planos e sonhos devem estar alinhados à vontade de Deus, pois Ele nos criou, nos conhece e sabe o que vai nos preencher e nos fazer plenos e felizes. Devemos entregar nossos desejos e sonhos a Ele, permitindo que Ele os direcione de acordo com Sua vontade. (Provérbios 16:9). Neste texto base de hoje vemos que devemos orar intercedendo por todas as pessoas incluindo as autoridades que estão sobre nós, para que tenhamos uma vida tranquila, mansa, serena com piedade e respeito. A palavra piedade aqui significa uma vida pautada na fé, uma vida cristã onde a empatia é praticada. A palavra respeito neste contexto fala de dignidade. Primeiro: Ele deseja que oremos por todas as pessoas. Segundo: Ele deseja que tenhamos uma vida tranquila, com paz interior, nos importando uns com os outros e com dignidade. Terceiro: Ele deseja que todas as pessoas sejam salvas e depois de salvos conheçam plenamente a verdade. Esta verdade significa que há um só Deus e Pai e um só mediador (intermediário), entre nós e Deus, Jesus Cristo, pois foi Ele que se entregou por nós para nos resgatar do reino das trevas para o reino de luz, para nos livrar do inferno nos levando (depois da morte) para o Céu. Conhecer plenamente a verdade significa que esta pessoa recebeu revelação, não apenas ficou sabendo de uma verdade, mas que a experimentou na sua vida e esta experiência gerou mudanças e firmeza. Uma pessoa assim logo se arrepende dos seus pecados e recebe a Jesus na sua vida como Senhor e salvador, e depois de salva não fica de um lado para outro vacilando na fé, mas avança e persevera em servir ao Senhor até ao fim, garantindo assim a sua salvação. 3. Precisamos desenvolver nossa fé, aplicá-la acreditando que Deus pode e irá realizar os sonhos que Ele mesmo colocou em nosso coração. Ter fé significa confiar em Deus e acreditar que Ele é capaz de fazer muito mais do que podemos pedir ou imaginar. 4. Precisamos desenvolver nossa obediência: Para conseguirmos obedecer a Deus nas grandes coisas para grandes conquistas, precisaremos aprender a obedecer nas pequenas coisas. Ele deseja que nossa obediência seja em todas as coisas, mas se não formos obedientes nas coisas pequenas e simples, não o seremos nas relevantes. Precisamos seguir Seus mandamentos sem vacilar para que de fato vivamos sem restrição a Sua boa, agradável e perfeita vontade.  5. Precisamos ser perseverantes: Às vezes, o caminho para viver e realizar os sonhos de Deus pode ser longo e difícil. Mas devemos ter fé para não vacilarmos, confiando em Seu momento perfeito (Salmo 27:14). Deus sabe o momento certo para agir e nos abençoar. 6. Precisamos decidir fidelidade, ter identidade de fiel: Ao sonharmos os sonhos de Deus para vivermos as vitórias conquistadas por Jesus na cruz, precisamos ser fiéis em todas as coisas, incluindo nossa vida pessoal, nosso trabalho, finanças e nossas relações. Deus espera que sejamos fiéis e dignos de confiança em todas as áreas de nossas vidas, começando pelas coisa pequenas para sermos aprovados nas grandes. (Lucas 16:10). Que possamos buscar sonhar os sonhos de Deus e nos preparar para viver a aventura de uma vida guiada por Seus planos e propósitos. Quando entregamos nossos planos a Deus, temos a garantia de que Ele fará grandes coisas em nós e através de nós. Amém! Oração Final: Pela cadeira vazia (para que venham visitantes), pela cadeira do milagre, por motivos específicos da célula e da igreja… Avisos importantes Atenção: Aula Inaugural para apresentar o corpo docente e apresentar a Escola de Líderes. Dia 25/05 as 9h00 será o início da aula de sábado e dia 29/05, as 20h00, inicio da aula de quarta-feira. Fiquem atentos para ninguém faltar.  Amamos a sua vida! Apóstolos Eliezer e Zenita

Priorize sempre a melhor parte

Lucas 10:38-42 Será que aprendemos a escolher a melhor parte? Neste texto que lemos encontramos a história de duas irmãs, Marta e Maria que recebem Jesus em sua casa. Enquanto Marta está ocupada com as tarefas domésticas, Maria se assenta aos pés de Jesus para ouvi-lo. Marta fica irritada e pede a Jesus que repreenda Maria por não a ajudar. Mas Jesus responde: “Marta, Marta, estás ansiosa e perturbada com muitas coisas; mas uma só é necessária; e Maria escolheu a boa parte, a qual não lhe será tirada”. Esse acontecimento desta família com Jesus nos ensina sobre a importância de escolher a melhor parte, a parte que realmente importa. Às vezes, ficamos tão envolvidos com as tarefas cotidianas e com os desafios desta vida que nos esquecemos do que é realmente importante na vida. Aqui estão algumas lições que podemos aprender com a história de Marta e Maria: 1. Priorize a presença de Deus: Maria escolheu sentar-se aos pés de Jesus e ouvir o que ele tinha a dizer. Ela priorizou a presença de Deus em sua vida. Às vezes, ficamos tão ocupados com o nosso trabalho e situações que a vida nesta terra nos impõe que nos esquecemos de passar tempo com Deus em oração, meditação e comunhão, esta comunhão com Deus se torna perfeita quando estamos juntos aqui e na igreja. É importante lembrar que nossa relação com Deus é a coisa mais importante em nossas vidas, depois vem a família, o trabalho e o ministério. Ter êxito nesta vida para refletir positivamente na eternidade depende de priorizamos Deus, Seu Reino e Sua justiça. 2. Evite a ansiedade: Marta estava ansiosa e preocupada com muitas coisas. É fácil nos sentirmos assim em meio a tantas demandas em nossa vida. Mas Jesus nos ensina que apenas uma coisa é necessária. Quando nos concentramos naquilo que realmente importa, nossas ansiedades diminuem. Marta não estava fazendo nada errado, Jesus tinha chegado para fazer uma visita e com Ele estava seus doze e muitas outras pessoas, ela estava correndo para fazer lanches, bolos, etc., e se preocupando em servir, mas não precisava de tudo aquilo, pão e água já era suficiente, ela estava fazendo a coisa certa na hora errada. Se Jesus chegou, se Ele veio conversar e ensinar, tudo deve parar, depois comemos e bebemos, Ele é prioridade. Maria entendeu isso, tem muita coisa para fazer, muita correria, mas antes ela se sentou aos pés do Mestre para ouvi-lo. Temos muitas coisas para fazer e dependendo da demanda, das relevâncias, quando paramos tudo por um momento, ou um dia inteiro no meio da correria para priorizar a oração, ouvir a palavra, ter comunhão; denuncia o quanto o Senhor, Seu Reino e justiça são importantes para nós. 3. Aprenda a ouvir: Maria estava ouvindo o que Jesus tinha a dizer. Às vezes, falamos demais e ouvimos de menos. Mas, se queremos aprender com Deus, precisamos aprender a ouvir. A Bíblia nos ensina que a fé vem pelo ouvir (Romanos 10:17). Quando ouvimos a Deus, aprendemos mais sobre quem Ele é e como Ele deseja que vivamos. 4. Escolha a melhor parte: Jesus elogia Maria por ter escolhido a boa parte. Quando escolhemos passar tempo com Deus e buscar Sua vontade, estamos escolhendo a melhor parte. É fácil ficar envolvido com as tarefas diárias e nos esquecermos do que realmente importa. Mas, se queremos viver uma vida significativa e plena, precisamos escolher a boa parte. Em resumo, a história de Marta e Maria nos ensina sobre a importância de escolher a melhor parte em nossa vida. Quando priorizamos a presença de Deus, evitamos a ansiedade, aprendemos a ouvir e a priorizar o que de fato é importante. Temos uma tendência de investir pesado no que é transitório, naquilo que é passageiro, que não vamos levar conosco, enquanto investimos muito pouco no que é eterno. Lembre-se, nesta terra estamos construindo uma vida eterna com Deus no Céu que é muito significativa, isso honra o Senhor, pois denuncia nossa fé nEle e o quanto Ele é importante para nós. Priorizar para planejar participar dos cultos, das células, Encontros, Escola de Líderes, redes, seminários, Conferencias e orações, denuncia que sempre vamos escolher a melhor parte, isto anuncia para Deus que de fato Ele é a nossa prioridade, vivemos por Ele e para Ele! Amém! Oração Final: Ore pela cadeira vazia (para que venham visitantes), pela cadeira do milagre, por motivos específicos da célula e da igreja… Faça o apelo aos visitantes! Avisos: próximo domingo as 18:00 horas será a nossa Santa Ceia, se programe, Participe! Amamos a sua vida!   Apóstolos Eliezer e Zenita

Contentamento

Salmo 126 O Senhor restaurou (Verso 1). Esta referência fala do povo de Israel que ficou cativo na Babilônia por 70 anos e derrepente foi liberto. A expressão RESTAUROU significa RENOVAR o que foi deteriorado, RESTITUIR o que foi perdido. Não havia esperança e derrepente tudo muda, foi tão maravilhoso que eles declaram “FICAMOS COMO QUEM SONHA”.  Aquilo não parecia real, mas Deus estava cumprindo a Sua Promessa e para isso Ele moveu o coração de Daniel, seu servo fiel a orar em jejum em favor do povo, se arrependendo pelo pecados da nação, profetizando as promessas e o milagre aconteceu. Hoje Deus por meio de Jesus quer nos capacitar removendo todo sentimento de derrota,  para SONHARMOS com novidades e alcançar novas conquistas. É tempo de refletirmos a respeito de SONHOS e CONQUISTAS que queremos alcançar. As promessas de Deus de cura, libertação, justificação, salvação, restauração, restituição, livramento, filiação, prosperidade e vitorias em todas as áreas estão ativas em Cristo Jesus, nEle temos a certeza que Deus agirá em nosso favor. O Versículos 2 faz referência a expressão de ALEGRIA que deve haver em nós quando temos um Encontro com Jesus. Esta declaração que “grandes coisas o Senhor tem feito” significa que temos TESTEMUNHO de uma vida restaurada, regenerada e em crescimento.  Com certeza todos tem algo para testemunhar e podem declarar com convicção que foi Deus que fez! Hoje mesmo Ele já te abençoou! O Versículo 3 completa o testemunho dizendo: “por isso estamos ALEGRES”. Essa ALEGRIA é diferente de qualquer alegria produzida pelo mundo em que vivemos ou quando procede de pessoas. Essa ALEGRIA é estabelecida em nosso coração pelo Espírito Santo que por meio de Jesus, veio habitar em nós. Essa ALEGRIA é fruto do Espírito Santo, que hoje Ele transborde esse contentamento  em seu coração. Versículo 4 menciona as Torrentes de Neguebe. Neguebe deserto ao Sul de Israel que recebe águas de chuvas em um determinado período do ano (chuvas serôdias), estas águas acumuladas em planaltos descem por córregos e montanhas e se distribuem permitindo a irrigação para o plantio de sementes. Faça um paralelo com as “Águas do Trono de Deus” irrigando as “sementes” que temos lançado na nossa caminhada da fé neste ano que está movido no Poder do Espírito Santo, vislumbraremos muitas colheitas poderosas e maravilhosas no decorrer do ano que multiplicará para os anos seguintes. Você crê? Versículo 5 e 6 falam a respeito de sementes. Mesmo quando semeamos chorando e quando estas sementes são sacrifício em prol do reino de Deus ou em direção de alguém, colheremos com Júbilo! Nossas SEMENTES são nossas orações, nossa fé, nossos clamores, perseverança, boas obras, palavras liberadas e profetizadas e fidelidade nos dízimo, ofertas e primícias, cumprindo assim os planos de Deus! Queridos, precisamos urgente desenvolver um “estilo de vida de oração, meditação na Palavra de Deus e comunhão com os irmãos em Cristo,” pois é nos momentos de oração e intimidade com o Pai e com os irmãos, que acontecerá livramento, unção e renovação, pois no lugar da angústia receberemos alívio;  No lugar da derrota receberemos vitórias; No lugar da vergonha receberemos dupla honra; no lugar da escassez receberemos a abundancia de bens, no lugar da tristeza receberemos alegria do Senhor. Ser a igreja ativada e funcionando em seu propósito; transformará nossas vidas em testemunho de conquistas. Aqui na nossa igreja (IACC) para este ano, nos cultos, nas células, Encontros e Reencontros, viveremos os SONHOS e projetos que o próprio Deus transferiu para o nosso coração, pois os pensamentos de Deus para nós é de paz, alegria, crescimento, frutificação, prosperidade e multiplicação. Ele quer nos ver governando os territórios que Ele nos confiou, multiplicando áquilo que Ele colocou em nossas mãos, Ele quer nos ver superando obstáculos e prosperando no meio das crises. Deus  quer satisfazer as nossas necessidades respondendo as nossas orações, as nossas declarações proféticas e as nossas ações de fé no nosso dia a dia, pois todas elas são sementes. Creiam que as Águas do Trono de Deus estão regando estas “sementes” para que haja uma explosão de testemunhos na igreja, nas nossas células e na nossa família.  Portanto, levante-se! Alegre-se! Esse Deus criador tão maravilhoso que se revelou a nós na pessoa de Jesus Cristo, sempre nos ajuda por meio do Seu Espírito, Ele sempre nos conduzirá a cada dia da nossa vida pelo caminho eterno e seguro, esse caminho se chama Jesus, Ele é a reposta que você precisa para ter paz e salvação. Creia nEle, se entregue totalmente a Ele, receba-o no seu coração e seja pleno para viver em novidade de vida. Oração Final: Orem Pela cadeira vazia (para que venham visitantes), pela cadeira do milagre, por motivos específicos da célula e da igreja e ajudem os visitantes a receberem Jesus… Avisos:  ATENÇÃO: Próximo domingo o culto será às 9:30 da manhã, é o dia da mães e aniversário da nossa Apóstola, a honra nos abre portas de contentamento e nos projeta para um futuro seguro e feliz, se programem e participem. ATENÇÃO: Aula inaugural para apresentar o corpo docente e apresentar a Escola de Líderes. Dia 25/05 as 09h00 início da aula de sábado e dia 29/05 as 20h00 início da aula de quarta-feira. Para quem não fez a matrícula da Escola de Líderes ainda dá tempo, fale com teu líder ou faça no próximo domingo no culto. Amamos a sua vida e família!   Apóstolos Eliezer e Zenita    

Jesus a nossa verdadeira Páscoa

1 Coríntios 5:7 e 8 Neste final de semana passado celebramos a Páscoa com um lindo musical chamado a história da Rainha Ester, uma judia que se tornou rainha na terra do cativeiro, na província da Pérsia numa cidade chamada Susã, capital do império situada a leste do atual Irã, ela foi poderosamente usada por Deus para livrar os Hebreus (povo de Deus) da morte, onde deu origem a festa de Purim que comemora a salvação dos judeus do plano de Hamã, para exterminá-los da face da terra, esta festa é na mesma data sorteada por Hamã para isso. Alguns aqui podem estar pensando: Erraram a data da festa? A Páscoa aconteceu há 3 semanas atrás. Não tiveram tempo de ensaiar a peça e fizeram só agora? Estão judaizando a igreja, pois a Páscoa dos judeus aconteceu nesta semana. A resposta não é nenhuma destas. Acho que poucos sabem que até o ano 326 a Páscoa cristã e a Páscoa dos judeus eram na mesma data. E isso não era apenas uma coincidência. O nome Páscoa é derivado de PESSACH, uma palavra hebraica que significa passar além, em menção ao anjo da morte que passou sobre as casas no Egito e por causa do sangue do cordeiro que estava nas portas das casas dos Hebreus, não entrou e nem tocou os primogênitos destas famílias, mas nas casas dos egípcios que não tinham o sangue do Cordeiro, entrou e trouxe ali destruição e morte. A única coisa que pode barrar o destruidor é o Sangue do Cordeiro Jesus! A verdade incontestável é que NÓS CRISTÃOS BEBEMOS DA MESMA FONTE QUE OS JUDEUS! Você sabia que a última ceia que Jesus estava celebrando era um PESSACH, Páscoa dos judeus, por que Jesus era Judeu e como Messias precisava cumprir todas estas festas? Logo após essa Ceia Jesus seria morto e seu sangue derramado na cruz para a remissão dos nossos pecados. Alguma semelhança com o sacrifício de um cordeiro sem mácula e o sangue deste aspergido nos umbrais das casas dos Hebreus no Egito para livrar o povo judeu do anjo da morte? Sim. O que parecia apenas uma coincidência de datas era na verdade um sinal de Deus de que Jesus Cristo era e é o nosso Cordeiro Pascal, o Messias, O Redentor, O Salvador! Em 1 Coríntios 5:7 e 8 que lemos diz:” Limpai, pois, o fermento velho, para que sejais uma nova massa, assim como sois, sem fermento. Porque Cristo, nossa Páscoa, foi sacrificado por nós. Pelo que façamos a festa, não com o fermento velho, nem com o fermento da maldade e da malícia, mas com os pães asnos da sinceridade e da verdade”. Os Apóstolos Paulo, Pedro, João e Thiago eram todos judeus e receberam Jesus como o Messias, porém, foram uma minoria. Uma grande parte do povo judeu não o reconheceu como o Messias e até hoje muitos não o reconhece. Em João 1:11 e 12 diz: “Veio para o que era seu, e o seus não o receberam. Mas, a todos quantos o receberam, deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus, a saber, aos que crêem no seu nome.”   Enquanto nós cristãos o recebemos como o Messias e estamos esperando a sua prometida volta, muitos judeus ainda aguardam a vinda do seu Salvador. Como a maioria dos judeus e cristãos da igreja atual não conseguem enxergar esses sinais tão claros que nós enxergamos? Porque decidimos não praticar rituais sem nenhum entendimento. Decidimos perguntar por que fazer, para então decidir o que fazer! A Bíblia nos dá todos os parâmetros da vontade de Deus. Entendemos Romanos 12 que diz que para vivermos a boa, perfeita e agradável vontade de Deus, precisamos não nos conformar com as coisas deste mundo e sim nos abrir para questionar as práticas que destroem famílias inteiras, e renovar a nossa mente com a Palavra de Deus para sermos transformados e nunca sermos enganados, experimentando assim do melhor de Deus na nossa vida. Tanto judeus como cristãos entendem que o Messias tem como missão resgatar o mundo da maldade, denunciar a injustiça, santificar os homens e estabelecer a sua relação com o Deus Criador, ser o libertador que elimina a opressão e estabelece uma era de paz e justiça. Todas essas características estão em Jesus Cristo! Os discípulos de Jesus perguntaram a Ele quando voltaria e quando seria o fim. Jesus respondeu a eles em Mateus 23:9 e em Mateus 24:14 que só voltaria quando judeus e cristãos O reconhecessem como o enviado de Deus e que o fim desta era seria quando em toda a Terra, o evangelho fosse pregado.  Jesus disse nestes textos citados acima: “Porque eu vos digo que desde agora não Me vereis mais até que digas: Bendito o que vem em nome do Senhor.” ”E este Evangelho do reino será pregado em todo o mundo, em testemunho a todas as nações, e então virá o fim.“ Vamos então fazer a nossa parte anunciando ao mundo a melhor notícia! JESUS CRISTO É O MESSIAS, Ele é a nossa Páscoa, nEle temos a libertação e a vida eterna, quem crer nesta boa notícia e for batizado confirmando sua fé nEle, será salvo. Oração Final: ore pela cadeira vazia (para que venham visitantes), e pela cadeira do milagre, por motivos específicos da célula e da igreja… Avisos: a Inscrição para o curso da Escola de líderes está aberto, participe e incentive outros para fazer, o Reino de Deus se move por princípios, se integre e sejam abençoados. Amamos vocês Apóstolos Eliezer e Zenita

Embaixadores do Reino de Deus na terra

Mateus 5:13-16 Em Cristo Jesus nos tornamos embaixadores do Reino de Deus. Estabelecer o Reino de Deus é a missão de todo cristão. Jesus ensinou seus discípulos a orarem “Venha o teu Reino” e nos chamou para sermos sal da terra e luz do mundo. O que significa, então, estabelecer o Reino de Deus? É viver de acordo com os valores do Reino e levar esses valores para a sociedade em que vivemos. É sermos influenciadores de Deus no mundo, fazendo a Sua vontade e levando as boas novas do Evangelho a todos que nos cercam. A Bíblia está repleta de histórias de homens e mulheres que buscaram estabelecer o Reino de Deus em suas vidas e em seu tempo. Podemos olhar para a vida de José do Egito, que mesmo sendo vendido como escravo pelos próprios irmãos, escolheu viver de acordo com os valores do Reino e se tornou governador do Egito, salvando seu povo da fome (Gênesis 50:20). Podemos olhar para a vida de Daniel, que mesmo em meio a uma cultura idólatra e adversa, manteve sua fé e seus valores e se tornou um influenciador do Reino, sendo respeitado e admirado até pelos seus inimigos (Daniel 6:1-28 – Líder; Não ler, apenas citar o texto). Mas não podemos esquecer do maior exemplo de todos: Jesus Cristo. Ele veio ao mundo para estabelecer o Reino de Deus e nos convidou a segui-lo nessa missão. Ele curou os doentes, alimentou os famintos, libertou os cativos, pregou o Evangelho e nos mostrou, com sua vida e seus ensinamentos, como é viver de acordo com os valores do Reino. Estabelecer o Reino de Deus não é uma tarefa fácil. É preciso coragem, perseverança, fé e obediência. Mas podemos contar com a ajuda do Espírito Santo, que nos guia e nos fortalece nessa jornada. É preciso também estar atento às oportunidades que Deus nos dá de influenciar o mundo ao nosso redor. Podemos ser influenciadores do Reino em nosso trabalho, em nossa família, em nossa comunidade, aqui na célula, em nossa igreja juntamente com os nossos Apóstolos e em qualquer lugar em que estivermos. Que possamos ser como sal da terra e luz do mundo, levando a mensagem do Reino a todos que nos cercam. Que possamos viver de acordo com os valores do Reino e influenciar a sociedade em que vivemos. Que possamos orar “Venha o teu Reino” e trabalhar para que esse Reino seja estabelecido em nossas vidas e em todo o mundo. “Mas buscai primeiro o Reino de Deus, e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas.” (Mateus 6:33) Oração Final: Pela cadeira vazia (para que venham visitantes), pela cadeira do milagre, por motivos específicos da célula e da igreja… Avisos: Próximo domingo celebraremos a Páscoa bíblica, convide seus amigos e familiares. Amamos vocês Apóstolos Eliezer e Zenita

Desenvolvendo nossas virtudes

Ester 2:10; 2:15; 2:20; 4:1-3; 4:16 Sei que cada um aqui tem muitas virtudes, quais delas se destacam? É algo importante de saber. A história de Ester é uma das mais fascinantes da Bíblia. Ela é uma jovem judia que se torna rainha da Pérsia e salva seu povo da destruição. Mas, além disso, ela demonstra uma série de virtudes que podemos aprender e aplicar em nossa própria vida. Neste palavra bíblica de hoje, veremos algumas dessas virtudes e como podemos cultivá-las. 1. Obediência – Ester 2:10. Ester obedeceu a Mardoqueu, seu primo e tutor, quando ele a instruiu a não revelar sua origem judaica. Ela reconheceu a sabedoria e experiência de Mardoqueu e confiou em sua liderança. Da mesma forma, devemos aprender a obedecer aqueles que têm autoridade sobre nós, como pais, líderes e pastores. 2. Coragem – Ester 4:16. Quando Mardoqueu pediu a Ester que se apresentasse ao rei para pedir a salvação do seu povo, ela inicialmente hesitou. Ela sabia que corria o risco de ser morta se fosse ao rei sem ser chamada. Mas, depois de jejuar e orar, Ester reuniu coragem e decidiu arriscar sua vida para salvar seu povo. Da mesma forma, devemos ter coragem para enfrentar os desafios que surgem em nossas vidas e confiar em Deus para nos proteger. 3. Sabedoria – Ester 2:15. Ester era uma jovem inteligente e perspicaz. Ela ouviu e aprendeu com os conselhos de Hegai, o eunuco que a preparou para se tornar rainha. Ela usou sua sabedoria para conquistar a simpatia e o favor de todos que a conheciam, incluindo o rei. Da mesma forma, devemos buscar a sabedoria de Deus em todas as coisas e aprender com aqueles que têm mais experiência do que nós. 4. Discrição – Ester 2:20. Quando Ester se tornou rainha, ela foi prudente em suas ações e palavras. Ela manteve sua origem judaica em segredo e não revelou sua verdadeira intenção de salvar seu povo até o momento certo. Da mesma forma, devemos ser cuidadosos em nossas palavras e ações, especialmente quando se trata de lidar com questões sensíveis ou confidenciais. 5. Empatia – Ester 4:1-3. Quando Mardoqueu soube do plano de Hamã para destruir os judeus, ele ficou arrasado e vestiu-se de saco e cinzas. Ester sentiu a dor de Mardoqueu e do povo judeu e jejuou e orou por três dias antes de agir. Da mesma forma, devemos ser empáticos com os outros e sentir a dor deles como se fosse nossa própria. Como foi reforçado domingo; Devemos agir como o bom samaritano e nos importar com as pessoas amando-as como a nós mesmos. Conclusão: Ester é um exemplo de como podemos viver uma vida virtuosa em tempos difíceis. Ela demonstrou obediência, coragem, sabedoria, discrição e empatia. Essas virtudes não surgem naturalmente em nós, mas podem ser cultivadas e desenvolvidas ao longo do tempo. Que possamos aprender com o exemplo de Ester e buscar a Deus para que sejamos bençãos nas Suas mãos, Deus quer usar você para que o Reino dEle cresça na terra e como resultado, muitas vidas sejam salvas, consolidadas e edificadas na fé. Oração Final: Pela cadeira vazia (para que venham visitantes), pela cadeira do milagre, por motivos específicos da célula e da igreja… Avisos: Próximo domingo as 16:00 horas teremos as duas últimas palestras do Pós-Encontro. Participe! Amamos a sua vida! Apóstolos Eliezer e Zenita

Não temas, tenho boas noticias

Lucas 2:10 Existe uma alegria de Jesus que invade a vida daqueles que O recebem, que crêem e que apresentam diante dEle suas orações e sonhos. Normalmente quando fazemos o Encontro com Deus o sentimento de gratidão aumenta dentro de nós por mais uma oportunidade de servi-lo, vendo muitas pessoas sendo libertas, curadas e restauradas em seu propósito diante de Deus, mas ao mesmo tempo um sentimento de frustração porque vemos a humanidade perdida, muitas vidas indo na direção errada sem saberem que estão indo em direção ao sofrimento eterno, sendo enganados pelo maligno. Após o Encontro e no Pós Encontro nasce uma ótima oportunidade de refletimos sobre os erros que precisamos rever e aprender para não errar mais, e nos sonhos e projetos que precisamos perseverar e lançar diante de Deus e dos homens, abre-se uma oportunidade de revermos nossos conceitos, para refazer o caminho por onde erramos e retornar ao primeiro amor buscando novas oportunidades para testemunharmos acerca da nossa fé, com o propósito de alcançar o máximo de pessoas para a salvação. Muitas situações que vemos acontecer no mundo, na política e nas famílias nos trazem tristezas e abatimento, porém, Jesus é a solução e a resposta que necessitamos e que precisamos compartilhar. Em Lucas 2:10: “O Anjo disse: não temais; eis aqui vos trago boa nova de grande alegria.” Onde há o anúncio de Jesus há ESPERANÇA PARA SALVAÇÃO, PARA UMA NOVA VIDA. Onde há a presença de Jesus há ALEGRIA E PAZ. Esta ALEGRIA significa deleite, extremo júbilo. O Anjo inicia dizendo: NÃO TEMAS, traga boas novas de salvação, o Messias nasceu!!!. Como está hoje seu coração, com boas expectativas ou medos para avançar no propósito de servir a Deus e frutificar para Ele? Se estamos vivendo temores ou medos ou limitações, significa que estamos envolvidos em um misto de novidades e ansiedades, mas Deus nos entregou uma palavra de consolo e nos abençoará com a Alegria  que é uma das características do fruto do Espírito Santo. Em Romanos 12:12 diz: Alegrem-se na esperança que têm. Tenham paciência nas dificuldades e orem em todas as ocasiões (Romanos 12:12). O Senhor lista três imperativos para nossa vida neste versículo que lemos agora. São eles, a alegria, a paciência e a oração. Se você está passando por uma dificuldade ou por um terrível problema, pense no Deus Todo Poderoso que temos. Se você confiar nEle mantendo a confissão da fé que alimenta a esperança, Ele se moverá em seu favor, Ele se colocará no controle de tudo e você poderá se alegrar na manifestação da boa, perfeita e agradável vontade dEle para você. Na matemática de Deus, depois do caos, vem a ordem. Depois da luta e da tempestade vem a bonança. Depois do choro vem o riso. Se você está vivendo um momento de luta e se sente abatido ou agitado, o convite de Deus é: Descanse profetizando pela fé as promessas de paz, saúde, salvação e prosperidade em Cristo. É por causa da esperança que devemos ser pacientes na tribulação e perseverantes na oração. A esperança, a paciência e a oração são resultados da nossa relação com Deus. Elas brotam em nós porque sabemos em quem temos crido. E por essa certeza que o apóstolo Paulo nos anima afirmando, “que essa leve e momentânea tribulação, produz um eterno peso de glória.” (2 Co 4:17). Deus tem nos feito lembrar através de várias palavras vindas em nossa direção nas últimas semanas que: “Eu o Senhor, não mudo” (Nm. 23:19) e no meio dos processos difíceis há livramento, há provisão, há aprendizado e amadurecimento para vivermos coisas maiores e melhores da parte do nosso Deus. Tenha sonhos para este tempo da sua vida, mas não esqueça que a nossa primeira busca deve ser Deus! Porque temos o Senhor não nos faltará bom ânimo, capacidade de nos reinventar, providência, cura, socorro na angústia. TODA SUFICIÊNCIA que precisamos está Nele. Ele disse em Sua Palavra: Eu sou o Senhor, não mudo e estou com você.” Por isso podemos nos alegrar! O Senhor nos basta e isso nos faz contentes. Portanto, levante-se! Alegre-se! Esse Deus tão maravilhoso que se revelou a nós na pessoa de Jesus sempre nos ajuda por meio do Seu Espírito, Ele sempre nos conduzirá a cada dia desse novo ano pelo caminho eterno e seguro. Retire os olhos das circunstâncias, daquilo que fugiu de seu controle e entregue-se para Deus. Ele é tudo que nós precisamos. “No céu, oh Deus, eu só tenho a ti. E, se tenho a ti, que mais poderia querer na terra? Ainda que a minha mente e o meu corpo enfraqueçam, Deus é a minha força, ele é tudo o que sempre preciso” (Salmos 73: 25 e 26). Oração Final: Orem Pela cadeira vazia (para que venham visitantes), pela cadeira do milagre, por motivos específicos da célula e da igreja e ajudem os visitantes a receberem Jesus… Próximo domingo será a Ceia do Senhor, se programem e participem. Não esqueçam o Pós Encontro no domingo as 16:00 horas e permaneçam para o culto da Ceia!   Amamos a sua vida e família!   Apóstolos Eliezer e Zenita

Amar o próximo – Parte 2

Lucas 10: 25 a 37 O Intérprete da Lei estava querendo encontrar alguma prova contra Jesus e o pergunta: “O que é preciso fazer para herdar a vida eterna?” A resposta a essa pergunta que está no vs. 27 (Líder: leia o versículo), significa primeiramente que devemos colocar Deus em primeiro lugar nas nossas vidas, antes de qualquer coisa. Vivendo dessa forma, buscando agradar a Deus, nossas atitudes irão refletir na maneira como convivemos com o próximo. Uma boa forma de colocar esse ensinamento em prática é pensar diante de qualquer situação boa ou ruim: Será que eu gostaria que fizessem isso comigo? (Líder dê exemplos práticos: bullying, maledicência e até mesmo um elogio ou o reconhecimento da dedicação em casa, no trabalho, aqui na célula etc.). Em Mateus 7:12 Jesus ratifica essa orientação dizendo: “Portanto, tudo o que vocês querem que os outros façam a vocês, façam também vocês a eles”. Essa parábola também é uma ilustração da humanidade que ferida pelo inimigo de Deus através do pecado, ficou como semimorta, viva no corpo e na alma, mas completamente sem vida no espírito. Neste paralelo Jesus representa O BOM SAMARITANO. Jesus demonstrou Seu amor de forma pessoal (Ele veio) e prático (não só com palavras, mas com atitudes). Agindo assim Jesus confronta a religiosidade, que pode se traduzir em não viver com atitudes o que se prega! Assim como conversamos na última semana, é preciso lembrar que esse próximo não é necessariamente um estranho necessitado, mas pode ser alguém da sua família, um amigo, um colega de trabalho. Aquele homem Samaritano poderia agir com desdém e desejo de vingança, já que seu povo era rejeitado pelos judeus, mas diferente disso, teve compaixão e em suas atitudes e aqui podemos aprender 3 importantes lições: 1. “Passou-lhe perto”: O atual modo de agir do mundo tem cada vez mais nos afastado uns dos outros. As pessoas vivem alienadas com seus fones de ouvidos e seus celulares. Todos, o tempo todo correm contra o tempo e não tem tempo para Deus, seus filhos, seus cônjuges, seu próximo.  Você consegue dizer situações do seu dia a dia que você percebe que te roubam de se dedicar às pessoas que ama? Precisamos priorizar e nos aproximar das pessoas e não de coisas. Lutar contra o espírito do isolamento e buscar conexões de forma intencional. Você já parou para observar como as pessoas da sua casa estão se sentido? Esta distância nos faz insensíveis e centrados apenas nos nossos problemas e perdemos a oportunidade de sermos acrescentados no relacionamento com outras pessoas. Alguém gostaria no final desta palavra compartilhar uma experiência enriquecedora no relacionamento com outras pessoas? 2. “Vendo-o”: É preciso investir tempo nas pessoas, parar, olhar em seus olhos, e assim vendo-as por dentro, além de suas imperfeições, poderemos descobrir quantas riquezas Deus colocou dentro delas. Que tal marcar um almoço com um amigo que você não vê há tempos? Levar sua esposa para jantar fora? 3. “Compadeceu-se dele”: O fluir do amor é a prova de que o Espírito de Deus está em nós, nos fazendo sensíveis às necessidades das pessoas que estão ao nosso redor, e capazes de amá-las e ajudá-las. Pense em algum colega do trabalho que você pode oferecer ajuda. Alguém gostaria no final de compartilhar uma experiência onde observar as pessoas ao seu redor te levou a perceber suas dores e te permitiu ajudá-las em algo? Pense naqueles que convivemos dia a dia. Nossos cônjuges, filhos, pais, discípulos, líderes…., será que não existe um clamor e uma necessidade que não estávamos percebendo? Nesta parábola Jesus nos ensina como tocar e curar os feridos que estão no mundo. “E chegando-se, pensou-lhe os ferimentos, aplicando-lhes azeite e vinho…” (vs. 34). O azeite (óleo) aqui representa a unção da qual precisamos para quebrar o jugo do mal que aprisiona espiritualmente as pessoas (Isaías 10:27 diz que o óleo quebra todo jugo). O vinho representa o poder do sangue de Jesus que aspergimos sobre os perdidos na intercessão para que sejam salvos. Ou seja, mais uma vez Ele nos lembra através desse versículo, que socorrer nosso próximo não é algo limitado a nossa capacidade, e sim pelo poder de Deus e pela unção que flui através de nós quando oramos, lemos a palavra e buscamos a Deus. Esta é a beleza da Visão que vivemos hoje como igreja, M12, que propõe que cada vida seja amada e cuidada com alegria e fé, tomada pela mão, até que seja restaurada e também possa cuidar de outras vidas. A hospedaria é a Igreja, o lugar onde o Bom Samaritano, Jesus, cuida de nós e nos restaura. A parábola fala que o bom Samaritano pagou 2 denários pela hospedagem e cuidados com o ferido. A salvação é pela graça, mas no Reino de Deus, muitas conquistas terão um preço. Ganhar uma vida demanda esforço, fazer um discípulo custará investimento, mas uma coisa é certa, Deus nos dará a maior recompensa, que é uma vida plena, cheia de Sua presença, Seu cuidado e Seu amor!  Sugestão de dinâmica final: Líder: Se possível, coloque uma música no final da pregação de adoração e convide os discípulos a orarem por vidas, usando cadeiras vazias (para que venham visitantes), também pela cadeira do milagre, por motivos específicos da célula e da igreja. Líder, ajude os visitantes a receberem Jesus…  Avisos: Próxima sexta-feira sairemos para o Encontro as 21:00, é o Encontro com Deus!!! Será Tremendo!!! O culto do próximos domingo será poderoso, não falte, venham, sejam poderosamente abençoados! Deus os abençoe poderosamente!