Menu fechado

A Promessa e o Propósito das Gerações

Êxodo 3:6

Disse mais: Eu sou o Deus de teu pai, o Deus de Abraão, o Deus de Isaac e o Deus de Jacó. Moisés escondeu o rosto, porque temeu olhar para Deus (Ex. 3:6).

Nosso Deus é o Deus de três gerações. Abraão representa a Ia geração, os 12, Isaac a 2a geração, os 144, e Jacó a 3a geração, os 1728.

Deus tem uma aliança com as gerações, e a benção do Senhor repousa sobre os que pela fé, mantém este vínculo de amor, como filhos e discípulos. Em Gn. 17:7 Deus disse; Estabelecerei a minha aliança entre mim e ti e a tua descendência no decurso das suas gerações, aliança perpétua, para ser o teu Deus e da tua descendência.

Deus nos deu uma unção para levantarmos as gerações.

Em Isaías 58:12 diz: Os teus filhos edificarão as antigas ruínas, levantarás os fundamentos de muitas gerações e serás chamado reparador de brechas e restaurador de veredas para que o país se torne habitável.

As gerações representam uma multidão de pessoas salvas, de famílias restauradas, de discípulos chamados por Jesus, e de líderes apostólicos, que têm sobre si esta unção para restaurar as nações da Terra.

As gerações deixam de ser uma promessa e se tornam uma realidade, quando abraçamos o propósito da sua formação, e trabalhamos por ele.

As gerações transmitem de pais para filhos, de líderes para discípulos, três valores:

1- O propósito: de sermos filhos, servos, discípulos e líderes de avivamento.

2- A unção: como de Moisés para Josué, de Elias para Eliseu, de Jesus para os 12.

3- A herança: o homem de bem deixa herança aos filhos de seus filhos. – Pv. 8:22

No contexto da Visão M12, para que as gerações sejam consolidadas no propósito,

capacitadas pela unção e abençoadas com a herança, precisamos trilhar os passos da Visão, começando pelo primeiro, que é o ganhar.

Para que as gerações sejam levantadas, precisamos ganhar pessoas para Cristo.

Nos dias atuais isto pode parecer difícil, mas ainda que o mundo esteja bem fechado em si mesmo e indiferente, no meio deste mundo incrédulo, Deus tem seus escolhidos. Outro aspecto é que quanto mais o homem distancia-se de Deus, mais vazio e necessitado ele fica, da paz que só Deus pode dar. Assim como Deus não muda, a essência do homem também não, este sempre necessitará de amor, paz, equilíbrio e esperança, atributos que o ser humano só obtém, quando se encontra com seu Criador.

Hoje vamos tratar do ganhar de forma pessoal, ou seja, vamos falar da prática do evangelismo pessoal, onde cada discípulo, no seio da igreja, deve exercitar-se em ser frutífero, para gerar um fruto que permaneça. Jesus diz em João 15:8: Nisto é glorificado meu Pai, em que deis muito fruto, e assim vos tornareis meus discípulos.

Jesus aqui deixa claro, que serão considerados discípulos, aqueles que vierem a dar fruto. Este é o poder de amarmos, e o privilégio de sermos amados.

Em Gn. 1:12, há uma revelação que nos ajudará, a vivermos o milagre da frutificação e da multiplicação, para que as gerações sejam uma realidade. A terra, pois, produziu árvores que davam fruto, cuja semente estava nele, conforme a sua espécie (Gn. 1:12). O poder da frutificação está na semente, que há dentro de cada fruto. De uma única semente se pode gerar uma floresta, mas para que a semente se multiplique, ela precisa ser lançada.

Somos frutos espirituais, gerados a imagem e semelhança de Jesus, e dentro de nós estão as sementes da vida, sementes que se forem lançadas, produzirão salvação.

Vamos ver quais são estas sementes:

1- A Semente da Oração: Jesus atraiu a si os seus doze numa noite de oração. Todos os que quiserem ter êxito no ganhar, precisam orar todos os dias, pela salvação das vidas e famílias da sua cidade, da sua nação e das nações da Terra.

Orar para que o Senhor nos conceda oportunidades para testemunharmos e pregarmos a palavra de Deus. O Ap. Paulo diz em Cl. 4:3: Orai ao mesmo tempo também por nós, para que Deus nos abra porta à palavra, a fim de pregarmos o mistério de Cristo, pelo qual também estou algemado, para que eu o manifeste, como devo fazer.

Orar para que o Pai envie para as nossas células e nosso ministério, ceifeiros que venham nos ajudar na grande seara do Senhor, conforme nos orienta Mt. 9:38: Rogai, pois, ao Senhor da seara, que mande trabalhadores para a sua seara.

Orar para que o diabo solte as vidas e estas sejam livres para ouvirem e receberem a palavra pregada. Mt. 12:29: Ou como pode alguém entrar na casa do valente e roubar-lhe os bens sem primeiro amarrá-lo? 

2- A Semente do Jejum: O jejum é uma poderosíssima arma de conquista. Não há como alguém não prevalecer contra o mal, por meio do jejum e da oração. O jejum quebra os grilhões do pecado, anula os poderes malignos e põe em liberdade os que estão sob o jugo de satanás. Em Mt. 17:21 Jesus disse: Mas há certas castas que não se expelem senão por meio de oração e jejum.

3- A Semente do Amor: O amor demonstrado por Jesus, fazia com que os corações se abrissem à Sua Palavra. Em João 13:1 diz: Tendo amado os seus que estavam no mundo, amou-os até o fim.

Podemos por pequenos gestos de amor com familiares, amigos e vizinhos, facilitar sua aproximação com o Reino. Nem mesmo uma pandemia, pode anular o poder que há em uma mensagem de carinho, em um singelo vaso de flores, ou em uma torta de chocolate, enviados à alguém que se ama. Gn. 32:20: Direis assim: Eis que o teu servo Jacó vem vindo atrás de nós. Porque dizia consigo mesmo: Eu o aplacarei com o presente que me antecede, depois o verei, por certo me aceitará a presença.

4 – A Semente da palavra: A palavra de Deus é a semente que produz vida ao alcançar coração dos escolhidos. Alguém aberto à salvação, jamais ficará indiferente a palavra de Deus, a qual é Espírito Vivificante. Devemos sempre pedir a Deus, ousadia e unção para pregarmos a Sua palavra, no coletivo e também no individual.

Independente de sermos apóstolos, pastores, líderes ou discípulos, ganhar almas é um chamado para cada um de nós. Jesus disse em João 15:16: Não fostes vós que me escolhestes a mim, pelo contrário, eu vos escolhi a vós outros e vos designei, para que vades e deis fruto, e o vosso fruto permaneça, a fim de que tudo quanto pedirdes ao Pai em meu nome, Ele vo-lo conceda.

Que o Senhor lhes dê fecundidade e unção, para que com muita alegria, vocês vejam diante de seus olhos, as suas muitas gerações ENDJ.

Amamos vocês. Aps. Fábio e Claudia A. Abbud; Aps. Eliezer e Zenita Moreira

Imprimir
Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  

Deixe uma resposta