Menu fechado

Somos a igreja de Cristo na terra

Marcos 16:14-18

Hoje estamos aqui reunidos como Igreja de Cristo (seja presencial ou online), porque um dia fomos comissionados e capacitados pelo Senhor Jesus para isso, ser Seu Corpo na terra.

Esta reunião não é apenas de amigos que toda a semana sentem saudade um do outro e então querem se rever, é muito mais que isso. Essa reunião não é um encontro inventado pela igreja para entreter os discípulos de Cristos. Essa reunião não é apenas uma reunião de oração para que Deus atenda nossos anseios, pois aqui também oramos e Deus atende, essa reunião é mais que isso.

Esta reunião principalmente representa o cumprir o comissionamento de Jesus para aqueles que entenderam que a igreja dEle seria manifesta aqui na Terra por meio de nós, ou melhor ainda, que entenderam que nós somos a Sua Igreja. Eu não só vou ao templo. Eu represento a Igreja de Cristo que vai ao templo para adorar ao Senhor e se fortalecer no Seu poder por um propósito.

Hoje aqui embora alguns de nós estejamos online, somos a Igreja reunida em uma casa. Já voltamos presencial no templo e nas casas como antes para não perdermos o propósito da comunhão como corpo de Cristo nesta geração. É impossível um pastor conduzir seu rebanho online ou um líder cuidar dos discípulos a distância, esta prática arrefece o plano de Deus para nós, enfraquecendo a muitos e fortalecendo as ações do inimigo das nossas almas.

Desde a reforma da igreja no século 15, os cristãos das mais diversas denominações têm concordado unanimente que a Igreja exige alguns elementos essenciais para cumprir seu papel: a pregação correta da Palavra de Deus para salvação, ensino, discipulado, batismo nas águas e a ceia do Senhor.

Estes elementos revelam que primeiramente devemos como Igreja viver sujeitos à verdade e autoridade da Bíblia, com o objetivo de sermos ensinados, treinados, exortados, edificados, fortalecidos e corrigidos para vencermos os obstáculos desta vida. Em 2 Timóteo 3:16,17 diz: “Toda escritura é inspirada por Deus e útil para o ensino, para a repreensão, para correção, para a educação, a fim de que o homem de Deus seja perfeito e habilitado para toda a boa obra.” A mensagem da Igreja de Cristo deve ser a palavra de Deus e não filosofias e ideias humanas.

O batismo nas águas e a ceia enfatizam a necessidade de a igreja estar firmada sobre o Evangelho de Jesus Cristo. Ambas as ordenanças são meios do cristão vivenciar e lembrar quem somos por meio da fé, na morte e ressurreição de Jesus por nós. A ceia e o batismo distinguem quem é e quem não é parte do povo de Deus. Quem é e quem não é igreja.

A conversão à Cristo é o ponto de entrada para o Reino de Deus, e o batismo sela esta integração no corpo de Cristo, a igreja, é a confirmação de uma aliança de salvação. O Batismo nas águas simboliza a morte do cristão para o pecado, a ressurreição com Jesus para uma nova vida e a entrada na família de Deus, como discípulo e não apenas um seguidor. Jesus disse em Mateus 28:19: “Ide e fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do filho e do Espírito Santo…”

A ceia do Senhor, como instrui a bíblia, deve ser repetida muitas vezes durante toda nossa vida cristã, até que Jesus volte. Jesus ensina seus discípulos que ao partirem o pão e beberem o cálice em lembrança de seu corpo partido e seu sangue derramado na sua morte na cruz, proclamam juntos que esta morte é a nossa fonte de Salvação. Na ceia dizemos silenciosamente ao mundo físico e espiritual: “Ainda estamos aqui, prosseguindo em fé, conectados uns aos outros e a Jesus, porque Ele morreu e ressuscitou por nós e nos tornou filhos de Deus!”

O novo testamento está cheio de instruções práticas sobre a organização da igreja. Como por exemplo que as lideranças eclesiásticas devem governar bem sua própria casa, praticar e ensinar a sã doutrina (I Timóteo 3), que os cristãos devem amar, servir, honrar uns aos outros e orar uns pelos outros, honrar e obedecer a seus líderes na igreja local), e aceitarem a disciplina da comunidade (Jo 13,14; Gl 5,13; Rom 12,10; Tg 5,16, Gl 6,1; Mt 18 15 a 19; Hb13,17 – Textos apenas para conferência antes de ministrar).

Sabemos que estar em uma célula como esta, é edificante e delicioso, mas precisamos como cristãos, entender que todo o poder, toda a autoridade, todas as promessas e o prevalecer contra as portas do inferno são para a Sua Igreja como corpo, membros discípulos vinculados uns aos outros. Somos membros do Corpo de Cristo que Ele chama de Sua noiva, Sua família. Embora sejamos a igreja reunida numa casa, a célula por si só não é a igreja, ela precisa estar vinculada ao corpo sob uma autoridade sacerdotal estabelecida por Deus.

Como posso afirmar que conheço e amo a Jesus, se apesar disso sou indiferente para com Sua noiva, Sua família ou Seu próprio corpo? Como posso dizer que amo a Jesus, mas odeio sua noiva a igreja, a quem Ele ama e cuida? Como posso dizer que amo Jesus se não faço questão de estar com Sua família? Como posso dizer que amo a Jesus, mas estou desligado do seu corpo a igreja? Se uma pessoa estiver isolada, andando sozinha sem acompanhamento e sem a comunhão com o corpo de Cristo, ela deixa de ser igreja. Ficam aqui estas perguntas para nos examinarmos e refletirmos.

Se você já está integrado congregando, permaneça e avance para funcionar frutificando neste corpo de Cristo, a igreja, mas se você não está integrado e sem congregar, fora do aprisco, é hora de voltar e se reintegrar para que possa crescer na sua salvação e cumprir o propósito de Deus nesta geração!

Próximo domingo as 9:30 e as 18:00 horas, celebraremos a Ceia do Senhor. Venha e traga sua família e seus amigos, Deus tem um propósito poderoso para a sua vida família!

Líder ore por todo e se houver visitantes faça o apelo!

Aviso: Faça a sua inscrição para o Encontro com Deus que será nos dias 7,8 e 9/11, pois logo haverá o Prê-Encontro. Valor 200,00 reais, você pode parcelar no cartão. A partir do dia 20 de outubro o valor sobre para 220,00 reais, corra!

Deus te abençoe!

Apóstolos Eliezer e Zenita

 

Imprimir

Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  

Deixe uma resposta