Encontre sua Célula
Saiba qual a célula mais próxima de você! Procurar
Redes Sociais
15 outubro, 2019

A graça de Deus – Parte III

Romanos 3:21-26

Em Atos 15:11 diz, “Mas cremos que seremos salvos pela graça do Senhor Jesus Cristo, como eles também.” Isto é, os Judeus estavam sendo salvos e esta graça salvadora estava também alcançando os gentios, pessoas de outras nações, falando de nós e de todas as nações da terra. Em Tito 2:11 diz, “Porque a graça salvadora de Deus se há manifestado a todos os homens.” Aleluias!

A graça de Deus nos justifica para que sejamos salvos, por causa da graça eu posso me arrepender e receber a justificação para a vida eterna com Deus. Adefinição Bíblica para graça é “favor imerecido”, é Deus dando e fazendo tudo para quem não merece nada.

Em 2 Coríntios 9:8 diz, “E Deus é poderoso para fazer abundar em vós toda a graça, a fim de que tendo sempre, em tudo, toda a suficiência, abundeis em toda a boa obra;” Por isso precisamos ser o povo da graça, sermos graciósos, generó­sos, sempre estendendo as mãos gratuitamente para quem quer que seja, não importando a condição daquela pessoa.

O verdadeiro cristianismo revela o amor de Deus por nós revelado na cruz do calvário. Por isso a  nossa fé em Jesus nos levou a viver em novidade de vida! A nossa forma de viver e o preço que pagamos para cumprir o propósito de Deus em nossa vida e através de nós revela o quanto Ele vale pra nós.

A graça é baseada no preço que Jesus pagou na Cruz. O preço que Jesus pagou por nós revela o valor que temos pra Ele e a também a medida do amor que Ele tem por nós, quanto mais amamos mais teremos condições de renunciar e até de nos sacrificar por quem amamos.

Se o preço que Jesus pagou por nós revela o quanto valemos pra Ele, também o preço que estamos dispóstos a pagar por Ele, revela o quanto Ele vale pra nós! Quando desistimos dEle ou do chamado e missão que Ele nos incumbiu,  porque envolve trabalho, renuncia e financas, anunciamos pra Ele que naão valorizamos e nem apreciamos o preço que Ele pagou dando a Sua vida por nós. Além disso estaremos pondo em risco a nossa salvação, lembre-se, depois da morte estaremos no céu com Ele ou no inferno com o diabo, mesmo Deus nos amando não poderá fazer nada por nós se rejeitarmos o preço pago pela nossa redenção na cruz do calvário.

Veja, a dedicação dEle por nós continua até hoje, Ele além de nos ensinar pela Sua Palavra, enviou o Espírito Santo para estar aqui em nós, e lá no céu até agora Jesus intercede por nós diante de Deus Pai. Deus deixou Seu filho sofrer e morrer por nós, Ele próprio virou as costar para Jesus quando Ele estava na cruz para que tudo fosse consumado e assim sua Graça fosse liberada em nossa direção abrindo a porta do Ceu para nós. Deus projetou uma eternidade no Céu pensando em nós! Agora, até onde estou disposto a ir com Ele nesta vida?

A oferta da viúva

Em Marcos 12.41-44 diz: Assentado diante do gazofilácio, observava Jesus como o povo lançava ali o dinheiro. Ora, muitos ricos depositavam grandes quantias. Vindo, porém, uma viúva pobre, depositou duas pe­quenas moedas correspondentes a um quadrante. E, chamando os seus discípulos, disse-lhes: Em verdade vos digo que esta viúva pobre depositou no gazofilácio mais do que o fizeram todos os ofertantes. Porque todos eles ofertaram do que lhes sobrava; ela, porém, da sua pobreza deu tudo quanto possuía, todo o seu sustento.

A graça tem uma matemática diferente. Jesus estava olhando as pessoas ofertando no gazofilácio. Algumas lançavam grandes ofertas, mas veio uma viúva e colocou lá dentro duas moedas. Ele disse que a viúva pobre depositou no gazofilácio mais do que o fizeram todos os ofertantes. Imagine como se sentiram os grandes doadores! Todavia, Deus não olha o valor absoluto do que é material, mas sim o valor que aquilo tem para nós.

A graça de Deus nos ensina que nada que diz respeito a nós é tão grande que Deus não possa fazer, mas também que nada é tão pequeno que não seja importante para Ele. Deus se importa com o sapato que você calça, com a roupa que você veste. Ele se importa com o seu trabalho e mesmo com o carro que você dirige. Deus se importa se você ficar doente, se importa se você passar necessidade.

Ele se importa com tudo que diz respeito à sua vida. Porque se nós, que somos maus, damos importância a tudo que diz respeito aos nossos filhos, muito mais Deus cuida­rá e se importará dos Seus próprios filhos.

Deus não é um Deus de longe, intocavél, Ele em Cristo Jesus se tornou acessivel, Ele agora é o nosso Pai celestial. Não importa o que você tem passado, não importa se as pessoas digam que seja insignificante. A graça de Deus é do tamanho da sua necessidade.

É maravilhoso chamar Deus de Pai, é mais que retórica teo­lógica, é mais do que uma expressão bonita para ser usada em orações solenes. E um fato. Conheço pessoas que chamam Deus de Pai em suas orações, mas quantas percebem de fato que têm um pai que cuida delas? Quantas descansam na graça, na generosidade e na abundância da casa desse pai? Quantas se sentem aconchegadas em saber que estão juntas de um pai celestial que é muito real?

O amor romântico é a experiência mais próxima da graça pura de Deus. É aquela situação em que alguém sente ser a pes­soa mais desejável, mais atraente, mais companheira do planeta. Ele sabe que alguém fica acordado à noite pensando nele. Al­guém que lhe perdoa antes que peça, que organiza sua vida em torno da dele. Alguém que lhe ama exatamente como ele é. Assim são o amor e a graça de Deus por mim e por você.

Compartilhar: Fale no que esta palavra falou forte em seu coração?

Líder: ore por todos, abençoe a cada um individualmente e leve os visitantes que livremente queiram receber a graça de Deus recebendo a Jesus como Senhor e Ssalvador. Convide os visitantes para conhecer a igreja.

Amamos vocês

Apóstolos Eliezer Moreira

Imprimir
Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •