Encontre sua Célula
Saiba qual a célula mais próxima de você! Procurar
Redes Sociais
30 março, 2015

Conhecendo e aproximando as Gerações

Devemos corrigir a nomenclatura das gerações, para aproximar as equipes. São quatro as gerações e da primeira até a quarta geração virão bênçãos sem precedentes. Assim como há uma medida de maldição para até a quarta geração daqueles que aborrecem a Deus, também há uma medida de bênçãos para aqueles que agradam ao Seu nome.

"Saberás, pois, que o Senhor teu Deus é que é Deus, o Deus fiel, que guarda o pacto e a misericórdia, até mil gerações, aos que o amam e guardam os seus mandamentos." (Dt 7:9)

Esta era a linguagem que usávamos com mais frequência:

Primeira Geração, os 12;

Segunda Geração, os 144;

Terceira Geração, os 1.728;

Quarta Geração, os 20.736.

Poderemos aproximar as gerações chamando-as da seguinte forma:

12 da primeira geração;

12 da segunda geração;

12 da terceira geração;

12 da quarta geração.

Todos com a mesma medida de bênção até as mil gerações, pelo pacto com o Senhor dos Exércitos.

Enfocando as quatro gerações, os discipuladores não incorrerão os riscos de se distanciarem dos seus discípulos mais longe. O nosso enfoque é chamá-los ao relacionamento e aproximá-los para que seja dada uma melhor atenção, não os deixando tão distantes da proposta que é formar uma equipe modelo pelos doze, sem perder a raiz genealógica.

Podemos viver muito melhor se intensificarmos um relacionamento maior. Quando uma pessoa se dirigir a você, será muito mais fácil ela se apresentar como 12 e falar qual é a geração, do que criar um discurso de distanciamento pela linguagem.

Quando aproximamos as quatro gerações dos 12, há muito gozo na equipe. A auto-estima do povo é renovada e a baixa auto-estima do líder é removida; o líder, então, é restaurado. Aproximar as gerações traz uma saúde muito grande para o Reino, pois todos se sentem importantes. Creio que muitos discípulos que se sentiam distantes e com dificuldades para se relacionar, começarão a se aproximar, pois todos passam a ser 12 até mil gerações, pelo direito do pacto da aliança.

Ora, se a Visão Celular forma equipes de 12, então somos 12 mesmo, cada um organizado por gerações. Isso fará com que os nossos discípulos respondam às convocações sem menosprezo. Exemplo: o pastor ou líder quando marca uma reunião com as quatro gerações, toda a igreja responde com a mesma alegria.

Fortalecendo as gerações

Líderes, quando reunimos as gerações de 12, principalmente a primeira e a segunda gerações, uma vez por semana, durante 12 meses, há um desatar de crescimento. Faça, durante um ano, uma reunião semanal com as suas duas gerações e evite erros de comunicação truncada. Assim, todos terão uma mesma linguagem. Uma vez por mês reúna todas as gerações para lembrar as metas e desatá-los. Como líder, você sabe que, de 30 em 30 dias, quebra-se decretos malignos e inicia-se um novo tempo.

Invista nas gerações!

Nós somos seres de aproximação; quanto mais nos relacionamos, maior a possibilidade de resposta. Vemos que o líder que se aproxima dos discípulos multiplica, mas o líder distante regride. Lembre-se de que o cristianismo só deu certo, porque o Pai veio à Terra para se relacionar com o filho. A oração de Jesus em João 17 é para ensinar o nível do relacionamento.

Todas as vezes que Jesus ensina sobre o Pai, ele ensina sobre aproximação. "Disse-lhe Felipe: Senhor, mostra-nos o Pai, e isso nos basta. Respondeu-lhe Jesus: Há tanto tempo que estou convosco, e ainda não me conheces, Felipe? Quem me viu a mim, viu o Pai;" (Jo 14:8-9)

Quando o líder caminha com o coração enfocado no relacionamento, seja qual for a geração que se dirija a ele, ela terá a alegria de denunciar que é equipe e faz parte de um modelo de Visão.

Precisamos encorajar os nossos irmãos a vencerem a dificuldade da alma e se lançarem a um relacionamento mais sadio. O nosso povo precisa ter acesso ao líder. Isso é importante para que estejamos mais saudáveis no tocante ao conhecimento da nossa gente.

Temos visto que muitos líderes não estão tendo comunhão nem relacionamento com os 12 da primeira geração e querem cobrar resultado. O líder não deve se cansar de investir na vida dos seus discípulos.

A nossa gente é como argila (vaso de barro) que está sendo aperfeiçoado e formado. Se falta o líder, falta também o liderado, pois nós desenhamos 0 caráter dos discípulos. Eles são resultado das nossas mãos, ou seja, do nosso trabalho, investimento.

Quando existe relacionamento, aproximamos as gerações e a genealogia será similar a matriz. Como está escrito em Romanos 11:16 que diz "se as primícias são santas, também a massa o é", a nossa descendência será forte e poderosa sobre a Terra. Cremos que Deus está instituindo um novo momento para que possamos compreender essa mentalidade de Reino e deixarmos as heranças das tribos.

Enquanto as tribos não se uniram, não se tornaram um só povo. Quando decidiram se unir, nasceu Israel, uma nação poderosa e invencível. As 12 tribos formam um povo. Esta é a proposta das gerações: que as quatro gerações estejam coesas para sermos um povo multiplicador pelas metas e projetos que não podem ser abortados. As quatro gerações têm projetos que perdurarão até o final como resposta de uma promessa.

Fonte: Livro mover celular

 

Amamos você!

 

 

 

Apóstolos Eliezer e Zenita

Imprimir
Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •