Encontre sua Célula
Saiba qual a célula mais próxima de você! Procurar
Redes Sociais
Palavra
Dia dos pais

Êxodo 40:12-13; Josué 24:14, 15

O mundo está comemorando o Dia dos Pais. Mais uma vez, como no Dia das Mães. Você já parou para pensar qual o presente que mais agradaria seu pai? Não só nessa data, mas, em todos os dias do ano, o que faria seu pai feliz?

Aqui em Êxodo Deus escolheu um pai e seus filhos para serem Seus sacerdotes, para que estivessem consagrados a Ele e cuidassem do Seu tabernáculo. Toda a consagração que foi feita com o pai, também foi feita com seus filhos. As roupas feitas para o pai e todos os seus adereços foram feitas, igualmente para os seus filhos.

O que vamos entender com isso? Que a mesma unção e legado que está sobre o pai está, também, sobre os filhos.

Você é filho, você tem um pai e a vida desse pai influencia diretamente a sua vida. Quantas vezes saímos de casa aborrecido com nosso pai? Quantas noites fomos dormir triste por alguma coisa que nosso pai fez ou falou para nós?

E o nosso pai? Quantas vezes ele ficou aborrecido com as nossas desobediências, com a nossa falta de atenção, com a nossa preguiça de estudar, com a nossa falta de cuidado com as coisas de casa ou que ele comprou para nós? Quantas vezes honramos e quantas vezes desonramos?

Como filhos segundo Efésios 6:1, devemos honrar aos nossos pais, pois isso agrada a Deus e nos torna possuidores das honras e das bênçãos que, por herança, o Senhor prometeu aos pais.

Deus disse em Malaquias 1:6: O filho honra o pai e o servo ao seu senhor, se Eu sou seu Pai, onde está a minha honra. Então, vamos agradar ao coração de Deus vivendo e cumprindo a Sua palavra todos os dias do ano e não somente uma vez por ano como fazem no Dia dos Pais, amém?

Romanos 8:14 diz: “Porque todos os que são guiados pelo Espírito de Deus, esses são filhos de Deus.”

A Bíblia diz que quem é filho de Deus é guiado por Ele. O filho é aquele que se deixa guiar porque aceita ser discípulo, ser ensinado, ser cuidado.

Sabemos que há diferença de um filho para o outro. Um é mais manso, outro mais bravo; um é mais atencioso, outro desatento; um mais amoroso, outro arisco e assim por diante.

Normalmente, o pai tende a estar mais perto do filho mais manso, atencioso, amoroso e que se aproxima mais. Isso não representa, portanto, que esse seja o filho mais amado, mas pode representar o filho que prefere mais a sua companhia.

Assim como ocorre na família, de filhos preferirem mais a companhia do pai, de igual modo ocorre com Deus. Deus não tem filhos prediletos, mas têm filhos que preferem mais a Sua companhia, amam a Sua presença. Estes oram mais e, consequentemente, são mais abençoados.

Em qualquer lugar que formos, sempre haverá pessoas que são mais sociáveis que as outras. As pessoas mais sociáveis gostam de estar mais próximas. Nas células, por exemplo, encontramos discípulos que buscam mais a companhia do líder, fazem tudo para estar sempre perto. E, se há uma oportunidade para desfrutar da companhia do discipulador, não a deixam escapar. Eles provam que amam estar perto por causa das atitudes que têm.

Também é uma verdade que nas células há alguns discípulos que quando encontram o líder, é para dar uma alfinetada, falar sobre algo que não estão gostando, reclamar… Existem filhos e discípulos em todo lugar que vivem insatisfeitos com tudo.

Por tudo isso, é pertinente afirmar que há diferença de filhos para filhos, de discípulos para discípulos. São filhos? Sim. São discípulos? Todos afirmam ser. A questão é que as atitudes são diferenciadas e somos denunciados no comportamento.

O nosso desejo deve ser o de parecer com o Pai, já que somos filhos. Jesus disse em João 14:9: aquele que vê a mim, vê o Pai. Isto é, O filho é parecido com o Pai. Há tanta gente desejando ser parecida com outras pessoas, porque tem medo de ser quem são.

Se o nosso pai ainda não se converteu e ainda não é modelo…, nós temos alguém muito especial com quem devemo-nos parecer: o Pai Celestial, Ele é o nosso primeiro modelo. A bíblia diz que seremos transformados a imagem do Filho, pois Ele, Jesus, é o modelo para que todos os outros filhos sejam parecidos com o Pai Celeste, podemos se quisermos, como lideres, sermos este referencial aqui na terra.

Por outro lado, quando chega esse dia, nós pais precisamos refletir sobre o nosso papel na família, qual direção e destino devemos dar, aonde precisamos chegar para que nossa esposa e filhos também possam chegar.

É fácil trazer nossos filhos até aonde chegamos, mas é difícil leva-los além da onde estamos, isto denuncia que precisamos continuar crescendo e avançando no conhecimento de Deus!

Josué disse no capítulo 24:15: Eu e minha casa serviremos ao Senhor. Isto denúncia qual deve ser nossa postura na família, devemos servir ao Senhor colocando-o em primeiro lugar, observarmos Seus princípios e com diligencia, ensinar nossos filhos e toda a família.

Ensinar falando e principalmente vivendo na prática, ensinando no caminho sabendo que o dia do Senhor se aproxima e que mais do que nunca, precisamos ser modelos, assumindo nosso papel sacerdotal! É um privilégio ter este legado, ser pai é divino, foi uma ideia divina!

Feliz dia dos pais!!!

Ap. Eliezer

Leia
Esboço da Célula
A fé que gera resultados

Isaías 55:11

Em 1 Timóteo 4.9 a bíblia diz que Fiel é a palavra de Deus e digna de inteira aceitação. O Salmos 138:2 revela a importância e autoridade da Palavra de Deus, lá diz que devemos nos prostrar na direção do santo templo de Deus louvando o nome dEle, fazer isso por causa da sua misericórdia e da sua verdade, pois o próprio Deus magnificou acima de tudo o nome dEle e também a Sua Palavra.

Estamos envolvidos em um grande projeto de oração três vezes ao dia em ciclos de sete semanas, estamos na sexta semana e todos os discípulo devem participar. São 7 semanas de intensa busca de Deus todos os dias as 9:00, 15:00 e 18:00 horas. São sete domingos onde ministramos a palavra desatando todos para crescimento em prosperidade. No dia 4 deste mês veio o Apóstolo André Davi liberando sobre nós unção para prosperar, dia 1º de setembro virá o Apóstolo Jairo que irá ministrar e orar por cura física.

Todos desejam ver resultados naquilo que se envolvem. A vontade de Deus é que os resultados apareçam. Deus chama estes resultados de frutos.  Jesus disse em João 15:16: Não fostes vós que me escolhestes a mim; pelo contrário, eu vos escolhi a vós outros e vos designei para que vades e deis fruto, e o vosso fruto permaneça; a fim de que tudo quanto pedirdes ao Pai em meu nome, ele vo-lo conceda.

O fruto é o resultado de um plantio, de uma semeadura, de cuidados com a lavoura, de manutenção, de combate à ervas daninhas, de paciência para cuidar e aguardar a colheita, todas estas ações envolve fé, ninguém planta, cuida, protege, rega sem a expectativa da colheita. O que nós precisamos entender é que existe uma fé que produz resultados, precisamos aprender que a vontade de Deus é que a nossa fé vença as circunstâncias negativas que tentam nos prender.

É muito fácil acreditar naquilo que estamos vendo, ver para crer não é fé. A fé é uma certeza de algo que Deus nos prometeu e nos falou. Deus fala através da Bíblia, dentro do nosso espírito, através das circunstâncias, através daqueles que Ele levanta e unge para representá-lo na terra. Em Hebreus 1:1-2 diz: “Havendo Deus, outrora, falado, muitas vezes e de muitas maneiras, aos pais, pelos profetas, nestes últimos dias, nos falou pelo Filho, a quem constituiu herdeiro de todas as coisas, pelo qual também fez o universo.”

Precisamos buscar obter uma fé que trará resultados práticos para a nossa vida, família e para o Reino de Deus. Fé não é algo absurdo, é concreto, é real. Nosso Deus existe, Ele é real. Portanto crer em Deus não é absurdo, é real.

Em toda a Bíblia as promessas que Deus fez aos seus servos que foram fiéis, nenhuma delas falhou. Portanto temos um registro histórico da fé de homens em Deus. Se Deus não falhou com eles, nós não seremos escolhidos para manchar a reputação de Deus em todo o universo físico e espiritual.

Em que eu devo basear a minha fé? Acreditar naquilo que Deus fala ao nosso respeito e andar sobre esta palavra é a base de tudo. A questão da fé está ligada à Palavra de Deus. A sua fé é o resultado da sua confiança nesta Palavra!

Se nossa confiança está na Palavra de Deus, nossa fé resultará no cumprimento das promessas dEle contidas nela, mas se nossa confiança está apenas na palavra dos homens, na palavra da ciência, na palavra do mercado, na palavra das circunstância, na palavra das emoções, no que a mídia está dizendo, então os resultados da nossa fé serão diferentes das promessas de Deus.

Em Lucas 5:5 O Apóstolo Pedro disse a Jesus; sob a Tua palavra lançaremos as redes. O Apóstolo Pedro lançou a rede não fiado nos seus conhecimentos profissionais, mas na Palavra de Jesus! Ele obedeceu e fez uma grande pescaria.

Veja o exemplo de Adão e Eva, eles resolveram colocar sua fé na palavra da serpente e não na palavra de Deus, o resultado foi morte. Qual resultado queremos viver em nossa história? Vida ou morte, benção ou maldição. Em Deuteronômio 11:26 Deus disse: “Eis que, hoje, eu ponho diante de vós a bênção e a maldição, a bênção, quando cumprirdes os meus mandamentos que hoje vos ordeno; a maldição, se não cumprirdes meus mandamentos…

Fé sem obras é morta, não tem resultados. A ênfase subjetiva deste texto é a obediência. É como alguém conhecer a verdade acerca de Jesus, ter tido uma experiência com Deus e não se arrepender e nem se converter. Isso acontece porque na verdade não creu, quem crê com certeza recebe a Jesus e depois se batiza confirmando a sua fé! Fé gera obediência que gera resultados!

Se cremos; por que então não damos crédito e obedecemos a Palavra da verdade? Fé é acreditar naquilo que Deus diz: Porque alguns no reino de Deus na terra não dão as primícias, os dízimos e as ofertas? Na verdade não creem que existe um devorador e que Deus vai abrir a janelas dos céu. Por que muitos não perdoam? Porque não acreditam na Palavra de Deus que fala das consequências da falta do perdão. Por que muitos não avançam no ministério? Por não acreditar que Deus pode usá-los.

Deus não irá permitir que estejamos numa situação que não tenha saída. Deus só abre o mar para os que creem, pois estes não esperam as águas abrirem para avançar, mas as águas se abrem porque eles pisam nelas e avançam na certeza que elas vão se abrir.  O sobrenatural de Deus se move através da nossa fé!!!

Há insondáveis propósitos de Deus. Os pensamentos de Deus são maiores do que o nossos. Não fique querendo controlar o plano de Deus na sua vida, simplesmente obedeça e seja fiel ao Senhor. Confie que ele te conduzirá, ainda que você não entenda.

O porvir é incomparavelmente melhor do que o hoje, embora hoje temos em Cristo uma vida abundante, aqui estamos conquistando, vencendo, crescendo e prosperando poderosamente, mas o melhor está por vir! Temos palavras proféticas e decretos de vida abundante e de conquistas relevantes da parte de nossos Apóstolos e líderes, então vamos pra cima que o resultado virá de forma palpável e além do esperado!

É inevitável que venham as provações, pois elas são instrumentos de Deus para aperfeiçoar a nossa fé. Os nossos olhos precisam em todo tempo estar focados em Jesus Cristo, o autor da nossa fé, o autor da nossa salvação, nEle temos a vida eterna!

Pratica: É tempo de orar e profetizar sobre fé, sobre as promessas de Deus para nós, ordenar para que o mar se abra projetando para o dia seguinte atitudes coerentes com nossas declarações de fé.

Amamos vocês!

Apóstolos Eliezer e Zenita

Leia